top of page

INFORMATIVO



1 Kommentar


Gilmar Alves
Gilmar Alves
14. Mai

Nessa "guerra de classe" que deixou de ser "luta de classe", o capital tem nadado de braçada. A classe trabalhadora está longe de ter a força que um dia teve. O sangue daqueles que lutaram e que morreram, não está sendo respeitado. O espaço deixado por eles não foi preenchido. Os sindicatos praticam hoje uma postura de barganha, jamais conseguiremos nada agindo assim, mas a pergunta que fica é: estamos dispostos a enfrentar mesmo o status quo e sofrer as consequências?

Gefällt mir
Notícias Recentes
Arquivo
bottom of page